terça-feira, maio 30, 2006

Não, não e não !!!! ®


Não é possível. Não posso acreditar. E claro, não posso deixar de ser negativo.

Não !!!!! E Não !!!!

Não gosto muito de usar essa palavra que denota negatividade, é obvio, não é ?? Ainda mais depois de ter feito um curso de controle da mente. Não começem a pensar merda nem a me julgar de louco.

Se foi besteira esse curso ?? Não.

No tal curso, aprendi que devia deixar de usar tal palavra. Ou melhor, deveria sempre que pudesse substituí-la. E um dos exemplos apresentados no curso, é que se falamos para você não pensar num carro azul, a tendência é que a pessoa pense exatamente num carro azul. Não tente não pensar, pois acabamos pensando mesmo. Ensinou-se que deveriamos tentar então mudar a forma de formular frases, tirando o maldito "não".

Tarefa fácil ?? Não. Claro que não.

Mas em alguns casos peço que me desculpem, mas não dá para usar outra palavra a não ser "não".Não creio que essas pesquisas pré-eleição que são divulgadas apresentem ele, logo ele, como sendo o pole position da corrida presidêncial. Não tenho estômago para mais 4 anos com ele. Só se for sem ele. Mas nesse caso eu tento, pois sabe-se lá o que vem por aí e se vem. Por favor, fale que estou como ele, viajando na maionese a bordo do Aero-Lula assistindo de preferência a um filminho básico pirata. É claro.

Mas como isso pode ser verdade ?? Como nosso povo já sofrido o bastante demonstra querer sofrer por mais 4 anos ??

Nãoooooooooooooooooooooooooooo !!!!!

Gente, ainda há tempo. Podemos virar esse jogo sem termos que comprar resultados subornando algum funcionário subronável. Imagina que tarefa complicada.

Não pode ser que depois de toda essa merda no ventilador e da tsunami de lama que inundou Brasília e o nosso Congresso onde poucos se salvaram, que se consiga ainda algum crédito, inclusive o próprio Lula. Crédito assim quem não quer ??

Se o povo não conhece os outros candidatos que procurem conhecer. Pesquisem. Busquem informações e não façam vista grossa. Analisem. Pensem, mas pensem bastante. E caso cheguem a conclusão que nenhum dos candidatos atendem suas expectativas, não votem nele (de novo) pela simples acomodação de que já o conhecem e então até serve ou pela falta de outra opção. Aliás, para mim, ele nunca foi opção de nada. E foi isso que me levou a não votar em ninguém. Assim, fico em paz comigo e com minhas convicções. E como eu teria gostado de ter errado meu julgamento com relação ao Lula.

Então, alguém se candiataria a tecla SAP para tentar me explicar o porque Lula seria a opção ?? Até agora ninguém apareceu com nada que me fizesse mudar de opinião e acredito ser impossível aparecer alguém.

Não mudo, não mudo, não mudo.

O melhor para o Brasil e o que seria uma resposta com luvas de pelica como se falar no popular como gosta o Lula e como ele se julga, seria ver todos aqueles que não tivessem opção nenhuma que não votasse novamente em ninguém que fosse então mais ou menos ou só menos. Votar em ninguém é a meu ver nesses casos uma sábia decisão e não desperdicio de voto. É sim mostrar a sua verdadeira vontade. É sim um cala boca a todos aqueles políticos que acham que não apredemos ainda e que temos ainda memória curta. Vamos mostrar que isso acabou. Basta. Não, não e não.

E vou falar p a u s a d a m e n t e e num tom bem calminho: ACORDA MEU POVO, ACORDA BRASILLLLLLLLLL.

quarta-feira, maio 24, 2006

Cala a boca Lula !!! ®


Enquanto espero pelo sedex com algumas tv´s, fuzis e granadas enviadas por um grande amigo meu, sou obrigado a ouvir o Lula falar merda. Desculpas, mas não encontrei nenhum outro vocábulo que pudesse traduzir o que sai da boca do Lula. E o pior é que nem sai muita coisa, e quando ele se dá ao luxo de proferir algumas palavras, acaba saindo isso mesmo, merda. Ih, falei de novo.

Cala a boca, Lula !!!! Leve em consideração que quem está pedindo isso é um pacato cidadão, que paga seus impostos, declara seu imposto de renda, trabalha, e deseja casar, criar uma família, ter filhos e viver num país mais decente em todos os sentidos, e muito mais justo. E acredito que assim como eu, existam outros milhões de pacatos cidadãos que não sabem mais para onde correr. Pois viver aqui no Brasil virou ato heróico e em alguns estados está virando milagre.

Os últimos acontecimentos que pararam São Paulo e que foram notícia no mundo todo, mostra que o poder está nas mãos de marginais que ditam as regras, que fecham escolas, comércio e seja lá o que for. Mas isso nós já sabemos. Mas talvez você Lula, também não saiba disso. O que fazer para mudar isso, é "simples". Digo simples, pois se nós pacatos cidadãos não conseguimos entrar no nosso próprio banco onde temos conta com um aparelho celular, nada justifica dizer que é complicado controlar a entrada desses aparelhos nos presídios. É uma questão de querer realmente. Um outro ponto "simples" é o de a cada quebra-quebra na cadeia parar com essa benevolência do governo de num piscar de olhos arrumar uma graninha para reconstruir tudo novamente. Porque não usar os bens dos próprios marginais, ou de seus familiares ?? Alguém vai dizer agora que o coitadinho não tem onde cair morto ?? Pode deixar que eu consigo o lugar. Se temos modelos de presídios que dão certo no resto do mundo, porque não adotá-los ?? Garanto que não existe nenhum presídio que tenha sido patenteado e não possa ser copiado. Basta querer. Porque preso tem que ter regalias como as que eles tem ?? Visita íntima, televisão para ver a Copa, celular. Está na hora de colocar esse povo para trabalhar, produzir. Assim, pode haver ainda esperança para alguns, não para todos. Existem presos que são casos perdidos e deveriam ser trancados e esquecidos. E por favor, não ve venham com o blá blá blá de direitos humanos. Estou de saco cheio de ouvir cobrarem esses direitos humanos para pessoas que muitas vezes nem humanas são. E sinto a falta de cobrarem pelos direitos humanos das pessoas que estão na outra ponta, que estão do outro lado da moeda.

Assim como existem os dois lados da moeda, existe o nosso presidente que cismou em culpar a falta de educação, ou melhor a falta de investimentos em educação nos idos dos anos 80 e que culminaram na explosão da guerra em São Paulo. Acho muito perigoso que Lula num discurso inflamado acredite que essa é a única causa da nossa violência. Pode até ser uma causa coadjuvante, mas não a principal e não a única. Pois falando assim, Lula deixa brechas para que se interprete que como não houve educação para a parte menos privilegiada da população, ou em outras palavras, os mais pobres, que esses se tornaram marginais. Se ele generalizou ou não, a verdade é que falando assim, fica meio que rotulado que pobre é sinônimo de pessoas que enveredam pelo caminho da violência. Então quer dizer que não existe riquinho marginal ?? Pelo que me consta, são os riquinhos que acabam financiando todo esse mundo marginal e fora da lei. Claro que existem pobres marginais, mas existem muitos doutores, mestrandos e phd´s com currículos vastos pelo mundo do crime. Seja ele do colarinho branco, do vermelho ou da cor que for. Só não acho correto, culpar somente governos passados, como se eles fossem de uma forma ou de outra culpados ou co-culpados de toda a violência que estamos vivendo nos dias de hoje. Falar assim, Lula, é assinar atestado de ignorância e querer se eleger a mestre em falar merda. Ih, falei de novo.

E o que não me canso de falar de novo é que o que mais me revolta nisso tudo é que ainda existem pessoas querendo mudanças já, mudanças ontem, mas elas estão sendo engolidas pelos que não querem, pelos que não tem interesse em ver paz nas ruas e nem tem interesse em ver a nossa política mais correta, com mais homens de verdade. E quando leio no jornal sobre o deputado José Janene, acusado de receber alguns trocadinhos num valor estimado em R$ 4 milhões, que está de licença médica alegando problemas de saúde grave, e que foi visto passeando com amigos em eventos sociais e festas e tudo fica por isso mesmo, é que fica mais forte a certeza de que não temos mais jeito. Mas será que não temos mesmo ?? Não queria acreditar nisso. Não queria ter que pensar duas vezes antes de constituir minha família se não seria melhor tentar minha vida em outras terras, nem que sejam do Tio Sam, e que sejam terras onde existe corrupção, onde existe violência, mas existe também respeito ao cidadão e governantes dispostos a mudar o rumo da prosa. Calma que não estou defendendo ninguém do lado de lá, mas é que viver do lado de cá está uma tarefa cada vez mais complicada, como já disse anteriormente.

E quando chegamos ao ponto de ter que engolir o líder do PCC, o tal do Marcola dizer que: " Eu posso entrar numa delegacia e matar um policial, mas um policial não pode entrar na cadeia e me matar, porque é obrigação do Estado me proteger”. É porque perdeu-se por completo a noção de todos os valores. Nossas vidas estão à mercê de marginais que da cadeia selam a sentença e a executam. Estamos presos em nossas casas cercadas de grades, estamos mudando nossa própria rotina, nossos próprios hábitos, deixando nosso lazer de lado pelo simples fato do presidente achar o que ele acha.

Melhor seria que ele calasse a boca (novamente) e arregaçasse as mangas e trabalhasse por um Brasil melhor. Que ele conseguisse dar condições mínimas e dignas de trabalho para professores e que estes tivessem um salário decente e condizente com a função de formar homens de verdade. Pois no momento é o que está mais fazendo falta aqui em nosso país.

segunda-feira, maio 15, 2006

O Iraque é aqui !!! ®


O presidente Lula estar fora do país não é mais novidade e nem notícia. O fato dele esbravejar, bater o pezinho e dizer que não sabe de nada também não é novidade. A grande novidade foi porém ele ter soltado os cachorros na revista Veja por ter publicado uma matéria em que levanta a possibilidade da existência de uma conta no exterior do nosso "querido" (argh!!!) presidente e de outros da cúpula do PT. É claro que não poupou também o jornalista que realizou a matéria o chamando de bandido, mau-caráter, malfeitor e mentiroso. Pode parar por ai, seu Lula. Acho que aqui há uma inversão de valores. Pelo que me consta até agora os bandidos tem outra profissão e não são jornalistas com toda a certeza. E antes que você fale alguma coisa eu nem jornalista sou, portanto nem me venha dizer que estou defendendo a minha classe. Mas ao mesmo tempo você até pode considerar que eu esteja defendendo sim um homem, um brasileiro se levar em conta outras diretrizes. Mas nessa história toda você já pelo menos deve desconfiar quem é o vilão da história do seu governo. E outra coisa, antes de pensar em falar alguma coisa que preste, leia a reportagem. Não estou aqui defendendo a revista Veja, pois podia ter sido a Época, não importa. O que importa é a coragem demonstrada em falar, em não poupar ninguém, nem mesmo o presidente e em mostrar novos fatos que fazem cada vez mais do governo Lula ser a pior coisa que poderia ter acontecido ao Brasil. Não tenho mais dúvidas, Lula, que hoje ser brasileiro é embaraçoso e poderia até dizer vergonhoso. Infelizmente. Mas bater no peito e dizer: " que sou brasileiro, com muito orgulho e com muito amor..." passou a ser uma coisa para ser dita somente entre amigos, mas nunca anuciada no exterior, pois com certeza logo a imagem de um mar de lama me vem a cabeça e não a do Corcovado, do Pão de Açúcar, do Maracanã, das praias do Nordeste e de outras riquezas que nós temos. E acredito que as pessoas que lá fora estão também não terão imagens belas para ver. Hoje, conseguimos o inusitado. Hoje, conseguimos ser notícia no mundo, mas não por coisas belas, e sim por termos um dos governos mais corruptos que a história já conseguiu registrar. Agora é tarde.

Como também parece ser tarde para reverter o quadro da violência em nosso país que parece que tende a acompanhar a nossa política em termos de caminhar para o fundo do poço. Nesses útlimos dias São Paulo e outros estados se transformam em verdadeiros Iraques, como se um Iraque só já não bastasse. Acabou-se o respeito por qualquer um que atenda pelo nome de pacato cidadão. Como diz a personagem Gislaine de Zorra Total: " Isso não te pertence mais...". Triste. É mais que triste, mas me faltam palavras. Estamos todos tomados pelo pânico, pelo medo, pelo pavor. A lei parece não existir mais. Os bandidos assumiram o comando. Só parece faltar a cerimônia de posse. Não é mais possível deixar as coisas irem caminhando. É fundamental medidas extremas. Os marginais ultrapassaram todos os limites que na verdade nunca deveriam ter existido. Deveriam ter cortado todos os tentáculos dessa máquina do pavor. E mesmo nessa situação que mais parece um estado de sítio, o belo governador de São Paulo, Cláudio Lembo, vem com a cara mais lavada e em público dizer que não precisa de ajuda federal para controlar o caos que se instalou em São Paulo. Quantos ataques a ônibus, prédios públicos e bancos precisarão acontecer e quantos mais policiais militares e civís, guardas civís e bombeiros precisarão morrer para que ele abaixe a cabeça e aceite toda a ajuda que aparecer ?? Garanto que a famíia dele está bem protegida. O que falar para as viúvas e filhos que perderam seus maridos e pais assassinados ?? Pedir desculpas e entregar uma bandeira do Brasil ?? Isso basta ?? Que país é esse ?? Que governador é esse ??? Que vida é essa ??? Se a imagem do Brasil já estava meio esquisita quando o assunto era governo Lula, agora então, que as imagens e notícias da violência viajaram o mundo todo, melhor nem saber.

Agora tenho uma outra questão que gostaria de abordar é que pelo que vi nas estarrecerdoras imagens e pelo que li nas reportagens, não apareceu ninguém, nenhum grupo, nenhuma ONG de direitos humanos. Será que isso quer dizer que os tais direitos humanos só são direitos para os marginais ?? São eles que tem direito mesmo em muitos casos não sendo humanos ?? Onde estão esses defensores que não deram as caras nos enterros das verdadeiras vítimas dessa onda de violência que atingiu o estado mais rico do país ?? Isso me revolta mais ainda.

Mas a verdade é que se chegamos e acho que sim ao fundo do poço, está mais do que na hora de começarmos a nossa subida. Pois não podemos abandonar essa guerra, pois temos que recuperar nosso direito de viver novamente. Não adiantam mais palavras, muito menos promessas. Precisamos de ação. Precisamos de homens com pulso forte e determinação, temos que vencer essa batalha, pois a nossa "sorte" ainda está no fato de que entre eles (os marginais) ainda exista também competição e guerra, pois se eles um dia resolverem se unir em uma só voz, aí sim estaremos perdidos definitivamente.

domingo, maio 14, 2006

Tristeza e muita revolta !!!!!!


Os acontecimentos em São Paulo me deixaram momentanêamente sem saber realmente o que pensar, o que dizer. Só sei que estou revoltado e muito puto, pois não vejo mais saída para tudo isso. Estamos realmente vivendo uma guerra civil e de uma forma que não merecemos. Eles por quem muitos ainda vem defender quando aparecem na televisão ou no jornal levando uns tapas estão ditando as regras do jogo. São eles que decidem onde podemos ir, quando podemos ir e até quando podemos viver. Perdemos o controle. Temos que assumir isso e lutar para recuperar a nossa liberdade.

segunda-feira, maio 08, 2006

O Castigo !!! ®


Como vocês devem saber diferentemente do Lula que continua não sabendo nada, nem negociar o nosso gás de todo dia com a Bolívia, tirei alguns dias de férias desse caos e desse mar de lama. Fui gastar alguns dólares na terra do Tio Sam. Afinal sou filho de Deus também.

Mas de volta a realidade nua e mais crua do que nunca me deparei com um quadro talvez até pior do dia em que parti. E olha que nem foi há tanto tempo atrás. Estamos mal mesmos.

Aproveitei o único dia de "folga" depois das férias para tentar colocar a leitura em dia dos periódicos e tentar me inteirar melhor do que anda "rolando" por aí. Confesso não gostei nada.

Mas acho que uma coisa boa (??) aconteceu. Acho que achei o dedo do nosso presidente. Explico: Li uma declaração do Garotinho, em que ele afirma que tudo isso que estão falando dele, do que ele fez, etc e tal têm o dedo do Lula. Logo, por conseguinte deduzi brilhantemente que o dedo sumido do Lula está aí, no Garotinho.

Mas peço licença e abro aqui um espaço para quem quiser me explicar e me corrijam se estou errado, pois quero uma educação para o meu filho (que um dia eu terei) exemplar. Não dizem os livros, médicos, nutricionistas que crianças, leia-se, garotinhos devem se alimentar bem todos os dias ?? Devem comer de tudo um pouco, legumes, verduras, frutas, peixe, carne e frango ?? Esqueci alguma coisa ?? Então por que Garotinho está fazendo birra e não está comendo ?? Não é se alimentando que se cresce de forma sadia, se fica esperto e se torna uma grande pessoa ?? A menos que Garotinho seja grande só dos lados e nem seja tão esperto assim!! Ou será que eu estou redondamente enganado e Garotinho está fazendo um charmezinho para ter mais atenção da Rosinha, que está totalmente voltada para resolver o problema da violência aqui do Rio de Janeiro ?? Mas somente entre nós, se isso que ela está fazendo é estar atenta a esse problema, prefiro nem pensar se ela não estivesse nem aí. Mas o que eu acho lá no meu íntimo é que na verdade ele está seguindo uma nova dieta dessas que surgem a toda hora, made in USA ?? Ou será ainda que Rosinha descobriu algo de podre em Campos e o colocou de castigo sem comer por alguns dias ??? Não seria melhor colocá-lo à frente de um quadro-negro numa das muitas escolas que temos, e pedir que ele escreve 500 vezes que nunca mais irá comprar votos (ops!!) ?? Mas isso não nos pertence mais, pois já ia me esquecendo que faltam escolas... Então, alguém se habilita e me explicar ?? Depois não venham com campanha de doação de biotônico fontoura ou de geléia de mocotó, que eu não dou. Criança Esperança já passou e para ajudar esse Garotinho, eu não ajudo não.

E não tentem explicar o porquê do Brasil estar tão dependente do gás boliviano, que eu não consigo engolir essa não. Tentem dar para o Garotinho, pois ele está precisando engolir coisas mais do que eu. Parece a mesma história do apagão. Sabe-se que precisa de mais gasodutos, de investimentos em infra-estrutura para entregar o gás que nós produzimos, mas como sempre nada é feito. É dada preferência para se perder grande parte desse gás e de se sujeitar aos preços impostos pelos países que nos suprem. É inconcebível na minha cabeça que importamos da Bolívia metade do consumo nacional e 97% do que São Paulo utiliza. É inconcebível na minha cabeça que em vez de termos pessoas que tenham essa visão do que o país precisa para ser cada vez mais independente e cada vez mais auto-suficiente, que se tenham pessoas como as que estão no nosso governo (não todos é claro) que estão mais preocupados em arquitetar qual a melhor maneira de desviar mais um pouco de dinheiro ali, mais um pouco aqui, super-faturar algumas ambulâncias acolá, arrumar mais alguns beneficiários para o bolsa família, animar campanhas para governador com dinheiro público e o que mais der para fazer. Para isso temos vários mestres. Alguns até com doutorado.

O mesmo não podemos dizer no nosso Lula que falou que iria acontecer, que iria fazer e que seria tudo aquilo que nunca tivemos como presidente. E realmente, Lula aconteceu de ter sido eleito, fez tudo ou quase tudo que não deveria ter feito e foi e é tudo aquilo que nunca tivemos como presidente. Só que nesse caso é justamente o oposto do que Lula acha sobre o que é ser presidente de um grande país.

terça-feira, maio 02, 2006