terça-feira, dezembro 01, 2009

Honoráveis Bandidos - Palmério Dória


Como diria algum desses personagens da televisão: "Sinistro". Só que é muito mais que apenas sinistro . Esse adjetivo é muito pouco. Chega a ser light, bem light. Se você gosta de emoções fortes, você vai encontrar. Prepare seu estômago. O que Palmério nos conta vai além do que você poderia imaginar. O burco não é mais embaixo. Não existe buraco sem que exista fundo. Não existe luz. Não existe túnel. É estarrecedor. Se você gosta de política recomendo que leia. Se você não gosta de política recomendo (também) que leia. Considere um livro de história. Sombria é claro, mas é história. A nossa história. Que bem ou mal muitos ajudaram a construir dando poder a quem não devia. Claro que muitas das vezes esse dar o poder não passou por nós. Foi conseguido por outros caminhos, outros métodos totalmente pouco heterodoxos. É impressionante que conforme você vai lendo mais enojado você fica. Mas dá para sobreviver. Você se depara com o impensável. Com o indigesto. Você acaba se perguntando quem é que irá sobrar ou te soçobrar. Foi um trabalho de grande pesquisa e que te entrega o retrato fiél do que ou de quem é o poder. De como ele é manipulado e tratado. Palmério não poupa nomes. E depois de virada a última página, você terá a resposta do porque o pessoal do clã dos Sarney repudiaram o livro e o seu lançamento. O segredo para quem como eu estiver elogiando o livro e incentivando a sua leitura é não ter em sua casa ou apartamento nenhuma porta blindex à mostra (e lendo o livro vocês saberão o porquê). No banheiro até pode. Até recomendo a leitura antes de 2010 e quem sabe este livro não te ajuda nas próximas eleições.


Nota: 9

Um comentário:

Nanda disse...

Ei Claudio,
fiquei curiosa depois desta resenha.
me conta da porta blindex rsrs
bj