segunda-feira, agosto 03, 2009

Beber, Jogar, F@#er - Andrew Gottlieb


Andrew, o autor, realmente sabe fazer rir. O livro é tudo aquilo de bom que você procura (ou não) em um livro. O livro é gostoso de ler. Você se diverte com as aventuras e desventuras de Bob Sulivan. E com certeza você vai ter um amigo ou alguém que se pareça ou que esteja vivendo como Bob antes de tudo. Suas aventuras são hilárias e bem vividas que dá vontade também de vivê-las coisa que você acaba fazendo tirando uma casquinha enquanto se delicia com os relatos. A vida depois de um casamento que não deu certo é encarada de forma séria, porém light na medida em que Bob embarca na sua busca pessoal e passa por três estágios diferentes que o levam a uma conclusão. Conclusão essa que pode servir para muitos de nós.

O livro tem o tempo certo de tudo. Nada é exagerado. Não pense que Beber, Jogar, F@#er é um livro de auto-ajuda. Longe disso. Mas poderia tratá-lo como um manual. O manual do homem cujo casamento não deu certo e este partiu para fazer coisas boas e prazerosas e que talvez não se permitisse antes. Você acaba se identificando com Bob em algum momento, e fica até imaginando como tudo seria se você vivesse um dia de Bob.

Pena que o livro acabe tão rápido. Daria com certeza para ficar outras 500 páginas curtindo com Bob suas aventuras e sua nova vida. Só espero então que Bob resolva compartilhar conosco então o que virá em sua vida depois de beber, jogar e f@#er. Ele até da uma prévia, que nos deixa com o gostinho de quero mais. Divertidíssimo!!!!


Nota: 10.0

10 comentários:

Thiago disse...

Estou lendo o livro. Estou na página 100 e estou adorando. Ainda vou fazer tudo isso que ele fez.

João Ricardo Bet Viegas disse...

Eu também estou lendo o livro. É excelente, muito divertido e rapidíssimo de se ler. Comprei ontem e hoje já estou em Las Vegas, na página 115.

thiagovas disse...

O livro é levíssino e nos faz realmente querer viver todas as aventuras do protagonista, no entanto, alguns trechos forçam a barra nas coincidências e nos excessos. Se o autor fosse um pouco mais "pé no chão" rolaria mais identificação do leitor com a obra.

Rômullo disse...

É uma leitura fácil e descontraída, comprei esse livro no final de semana passado já estou na parte do F@#ER hahaha e levo o livro pra onde vou, devorando páginas.

Abraços.

David disse...

li em um dia... foi mto rapido!!!

David disse...

li o livro em um dia... foi mto rapido! devia ter outros

projetonulladiessinelinea disse...

Depois de ler todos esses coments masculinos fiquei com a impressão de q sou uma exceção, rs! (uma mulher lendo o livro) ainda tô no começo (Irlanda), mas curtindo pacas! Tanto q decidi ver algo a mais sobre o livro no google e acabei no seu blog :) abs, inté.

Milla disse...

O livro é realmente tranquilo de se ler, mas pode ser traduzido em 2 palavras. VIDA VAZIA.

katicakaw disse...

estou lendo o livro...comprei sexta e ja estou em las vegas....estou rindo muito...bah muito show mesmo!!! recomendo!

Humberto Telles disse...

muito bom o livro... leitura leve, cativante e descontraída.